Cultura, registro de afetos II: Monguba e Pavuna

Poder contar com a articulação de Rosa Pitaguary junto a participantes do grupo do Museu Indígena Pitaguary e realizar um percurso fotógrafico no dia em que há encontro de Mulheres Indígenas é mais que presente de afeto !! Eis o aprendizado pelo contato, diálogo e troca. E de bons encontros pelo caminho? Clecia Pitaguary Itamar Silva Silva com parada para prosas e fotos.Ah, esse corpo afetuoso e sorridente dos indígenas… fez com que deixasse agendada a volta do grupo de alunos do professor Kiko Alves que vieram somar com o olhar de fora e favorecer essa prática de troca.
E sobre os registros afetuosos para concorrer ao Concurso de Fotografia, uma pergunta surge: há Paixão à primeira vista? à primeira visita?
Após Monguba, uma passada no Sobrado um almoço no Parque das Andreas e finalmente Pavuna. Pacatuba diversa!
Novos guias – moradores da Pavuna nos encontraram na “Praça do final da linha”, novos olhares, nós motivos de curiosidade (o que fotografam?) e nós descobridores de feitos e realizações na redondeza. “Buscar nas pequenas coisas…” lembrava Kiko!
Um jovem saltitante que não acompanhou grupo apresentou várias ideias para fazer no fim de tarde… reconhecia a luz, o lugar, e repetia: – Vai ficar bonito meu registro! Vou pedir ajuda ao meu professor para me inscrever.
E que bom que Pavuna vai estar na exposição itinerante, culminância desse Concurso!!
Que bom que podemos responder de forma positiva se há paixão, ou paixões, na Terra da Paixão!!
– Pois sim, há.

Agradecimentos: a SECULT Pacatuba e ao IEC, ao Secretário de Cultura Rosteny Cabral, ao sub secretário Marcos Vieira e ao presidente Eduardo Augusto, respectivamente.A SETUR Pacatuba pelo apoio através do secretário Diego Medeiros do sub secretário Beto Sales.

Seguimos,rumo ao Jereissati!

FAÇA SUA INSCRIÇÃO

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *